7 formas de aproveitar o eclipse com muito sexo

A luz do Sol sumir por poucos momentos vai fazer o sexo ficar melhor? Não. Mas, você com certeza não fez nada disso num eclipse

A luz do Sol sumir por poucos momentos vai fazer o sexo ficar melhor? Não. Mas, você com certeza não fez nada disso num eclipse

Não tem tempo de ler? Tá só com preguiça? Escute essa matéria narrada pelo Vooozer clicando no player abaixo.

Hoje é dia do astro rei se apagar. Pelo menos por alguns minutinhos, ainda antes de anoitecer. Para quem curte fenômenos astrofísicos, esse é um prato cheio. Já quem curte uma sacanagem, vai ver que também que pode ser uma oportunidade sem igual.

Com o eclipse para acontecer dentro de algumas horinhas, veja alguns jeitos de desfrutá-lo da única maneira possível. Com muita diversão e muito sexo. Afinal, essa é a oportunidade de dar um ar todo místico a diversas situações sensuais. Confira nossas sugestões:

Na fogueira

No maior estilo ritual pagão, fogo e gente pelada pode ser a melhor forma de curtir um evento que, para os povos mais antigos, era visto como místico. O importante, se esse for o modo escolhido de aproveitar o breve sumiço do Sol, é honrar as tradições. Com muita putaria mesmo.

De voyeur

Se você já está se preparando para ver a luz do dia desaparecer, já se organize, também, para ver outra coisa acontecendo ao mesmo tempo. De tal maneira, que tal ver um casal fazendo sexo na sua frente? Imagine que excitante ver tanta ação acontecendo ao mesmo tempo no céu e na Terra.

Na praia

…, na chuva, na fazenda. Ou numa casinha de sapê. Bom, entre as famosas opções da música do Kid Abelha, escolhemos a areia e a água salgada como cenários para uma fodinha. Isso porque você tem a opção de ficar ao ar livre e ver o fenômeno, enquanto participa de um. Afinal, fora do fim de semana não deve ter muita gente na beira do mar.

Rapidinha, sem calcinha

Como o evento celeste vai acontecer em horário comercial em grande parte do Brasil, talvez não sobre muito tempo para mandar ver. Sendo assim, aquela rapidinha é o jeito. A mulherada vai sem calcinha, os caras preparados para a brincadeira. Quando o relógio avisar que deu o momento eclíptico, é só correr para o abraço.

Sem mais ninguém

Entre tantas parafilias, que tal desenvolver uma nova durante este eclipse? Bem-vindo à eclipsofilia. E, se for o caso de não ter ninguém com você para aproveitar a momentânea desaparição do astro, existe outra forma de comemorar. Fazendo justiça com as próprias mãos.

 

Durante um strip pôquer

Já que nos Estados Unidos o Sol vai sumir por completo, que tal comemorar com um programa bem americano? A sugestão é a seguinte: juntar umas amigas, tomar umas bebidas e bater o famoso carteado até a hora H. Quando acontecer o fenômeno, tem de rolar com o restinho de roupa faltante. (Ou todo mundo tira o resto, mesmo)

Completamente bêbado

Se o pôquer não acontecer, podem rolar só os drinques, então. A parada é virar tudo que houver de alcóolico e estiver pela frente. O eclipse nem vai ser total por aqui, mas com a quantidade de birita ingerida ou pode rolar um sexo muito louco ou um blecaute daqueles. De qualquer forma, bote a culpa (da ressaca) nas estrelas.